Thursday, January 12, 2006

...?...

Pavel Filonov

Que posso?...
Ouço o dia descompassado e a pulsação enviesada das minhas veias. Vejo a vida em potência nas vilosidades das horas. Mas tudo é tão longe!

9 Comments:

Blogger pirata vermelho said...

podes tudo!
acertar o passo, a compasso
pela harmonia proposta
podes
ir
podes ser
podes trazer um propósito a est'aposta de s'entender

1:23 PM  
Blogger deumus said...

Boa tarde Rosário, bjinho. tou a correr...

2:42 PM  
Blogger Mendes Ferreira said...

...o teu longe de tocante fica mais perto,,,,muito perto.


beijo Rosário.

3:14 PM  
Blogger Inha said...

Estás saudosa?
Parece...

Um beijinho.

3:22 PM  
Blogger Dinada said...

Eu tenho as veias a latejar...ao ler-te, relembro outras alturas em que, nas mesmas circunstâncias, percebia ao menos porquê!

Beijico!

4:49 PM  
Blogger Eridanus said...

...Talvez

«Porque aqueles que nos dão o fogo celeste,
Os deuses, também nos dão a dor sagrada.
Por isso esta fique. Filho da terra
Pareço eu: feito para amar, para sofrer.»
(Hölderlin)

e tu

11:04 PM  
Blogger porfirio said...

filonov também descompassado... e ainda bem. de abrir janelas ao mundo e beber toda a cor...

bjos

11:53 PM  
Blogger Mac Adriano said...

Pavel Filonov? Não conhecia. Obrigado por no-lo mostrares. Abracicos.

1:31 AM  
Blogger Mendes Ferreira said...

um bom dia. sereno.:)

9:21 AM  

Impressoes

<< Home