Thursday, September 04, 2008

...


... é claro que a little Jazz não vai ser baptizada. Primeiro, espero educá-la de maneira a que não necessite de um ser invisivel que a faça sentir que é indigna, que tem de rastejar e ajoelhar perante bonecos de barro ou de  pau oco ou que necessita de um carrasco que observe todas as suas actividades e que esteja pronto a castigá-la se ela não seguir absurdas regras que limitam a liberdade humana. Não quero que pense que pode obter o que quer pela simples evocação de seres mitológicos que podem contornar as leis naturais, mas sim que tem de lutar por aquilo que quer, que quando as coisas não correm de acordo com o planeado isso depende apenas do acaso e de factores ambientais não controláveis, e que há que aceitá-lo. Não estou disposta também a que lhe digam que é fruto de um pecado e que desde já tem de pedir perdão por crimes que não cometeu. 
Segundo, se ela quiser ter uma religião, ela que escolha por si própria, quando tiver idade para isso...

6 Comments:

Blogger Capreta said...

Apoio a sua decisão! Minha mãe sempre me forçou a ir a igreja e não adiantou de nada.
Só agora, depois de adulta, que estou buscando Deus e em uma religião totalmente diferente da dela!

Abraço! :D

3:55 AM  
Blogger O Micróbio II said...

Não está mal pensado... mas toma cuidado quando dizes que a liberdade não deve ter limites, não te esqueças que o conceito "responsabilidade" deve estar sempre anexado ao da "liberdade", se assim não for estarás a educar alguém dentro da mais pura "libertinagem"... o que não é a mesma coisa que "liberdade".

5:20 PM  
Blogger Rosario Andrade said...

Caro micróbio,
É evidente que não!!!!!!!!!!!! A Ética é completamente independente da religiao. Além disso, para mim, o conceito de liberdade inclui o respeito pelos outros (e os seus sentimentos), pelo ambiente e todos os outros seres vivos, e é assim auto-limitada... dentro desses parametros, o ser humano deve ter total liberdade e não ser limitado por leis ditadas por seres mitológicos.

Beijicos

5:59 PM  
Blogger Nuno Filipe Alves said...

MAIS NADA. Penso da mesma maneira que tu. Já os meus pais pensaram assim quando eu nasci ao não ser batizado,... e claro a Bruna não vai ser também...

Agora relativamente a ser sócia do Sporting... eláa

11:34 PM  
Blogger mfc said...

Não podia estar mais de acordo contigo.

Ahhh ... ainda não te tinha dito que a filhota é... liiiinda!
Parabéns mais uma vez.

7:40 PM  
Blogger greentea said...

foi o que fiz há 20 anos atrás qd a minha filha nasceu...
a decisão da religião é dela , ninguém tem q lhe impôr seja o q fôr!!
beijinhos e mimos para a Little Jazz

9:37 AM  

Impressoes

<< Home