Wednesday, April 23, 2008

25 de Abril



Esta la madrugada que speraba

L die d'ampeço anteiro i bien scampado

Adonde salimos de la nuite i de l silenço

I lhibres moremos por drento de l tiempo


Sophia de Mello Breyner Andresen




[an pertués:

Esta é a madrugada que eu esperava

O dia incial inteiro e limpo

Onde emergimos da noite e do silêncio

E livres habitamos a substância do tempo]

7 Comments:

Anonymous Rossalina said...

Portugal nunca devia esquecer esse sentimento, não achas? ... Gostava de receber mais noticias tuas... espero que tudo esteja bem. Beijos

3:49 PM  
Blogger kurika said...

Por cá mais um dia de trabalho!
Como vai a futura mamã?

Bjinho

3:17 PM  
Blogger José Manuel Dias said...

Post justificadíssimo! Bjs

3:50 PM  
Blogger greentea said...

lindissimo !
e em mirandes mais ainda

10:20 AM  
Blogger AF said...

Siempre passo i siempre deixo un abraço. Hoije lhembrei-me tamien de l screbir. L melhor para ti i para todo l que bai cuntigo.
Amadeu Ferreira

12:45 AM  
Blogger O Micróbio II said...

Já o disse em qualquer sítio e volto a repetir: Sophia fica sempre bem, seja em que data for...

1:13 PM  
Anonymous Anonymous said...

Olá, passei aqui por acaso. Parabéns pelo espaço. Espero que me visites em:

http://oslivrosqueninguemquisdaraler.wordpress.com

Http://tachospanelasecolheresdepau.wordpress.com

Um abraço,

Sónia Pessoa

5:56 PM  

Impressoes

<< Home