Sunday, March 16, 2008

Pequenos luxos...


Para quem pode dar um saltinho à horta-ou mesmo ao supermercado- e obter os ingredientes necessários, um caldo verde poderá não parecer grande coisa, mas para mim, que não tenho acesso fácil à couve galega (as exportações da nossa agricultura são inexistentes...), é uma autêntica celabração.
Das plantas que semeei, apenas uma sobreviveu ao feroz ataque dos caracóis que durante a noite, sorrateiramente, faziam uma festança com as folhinhas tenras das minhas pobres couves. As outras, raquíticas, trouxe-as a mãe Joaquina já desenvolvidas e prontas a plantar... dá-me ideia quie não devem ter curtido as variações de pressão e a mudança climática. 
Mas enfim, após vários meses de espera, as couves estavam prontas para o sacrifício (coitadicas)...e o resultado, um maravilhoso caldo verde. Com umas rodaixicas de chouriço e umas codéchas de pão de Carção... um luxo perfeito e completo... 

UI CASSÍ SABE!!!!!!

6 Comments:

Anonymous Anonymous said...

já stou a impeçar a ingaugar.....

Frog.....

9:06 AM  
Blogger Claudia Sousa Dias said...

Até fiquei com água na boca...


É algo que a minha mãe não faz, apesar de ser uma iguaria tradicional aqui no Minho...e em casa, só podemos comer o que ela gosta...


:-)


Beijinho


CSD

5:21 PM  
Blogger Chanesco said...

Bô...
Bem mê finto.
Inté os dentes se vão trás delas.

Abraço

12:32 AM  
Anonymous Rossalina said...

Sim, eu também reservei um pequeno espaço no meu quintal espanhol para este manjar de deuses!!

8:10 AM  
Blogger deep said...

Apesar de não apreciar caldo verde - ai, que ainda me decapitam! -, imagino que, longe, os pratos tradicionais mais simples sejam manjares.

Boa Páscoa. (Vais ter folar transmontano? Espero que sim.)

10:03 AM  
Blogger Su said...

um vero luxo,,,,este

jocas maradas..sempre

3:15 AM  

Impressoes

<< Home