Wednesday, April 11, 2007

Impressoes-Imagens de uma noite fria









No início pensei que fosse apenas um teatro popular, tão tipico da região. Vi um há muitos anos, também em Santulhão, a aldeia mais próxima de Carção. Num palco imenso, que as personagens ocupavam com gestos largos e uma musicalidade nas frases que não mudava de personagem para personagem. Mas logo descobri que se tratava afinal de uma procissão encenada.
O personagem principal tinha uns caracóis perfeitos e o corpo sarapintado de vermelho. Os soldados do Império romano apresentavam a figura pachorrenta de quem se acomodou à distancia da remota Roma e ao centro do mundo. Os collans eram com toda a certeza uma adição tardia à fatiota, ditada pelo frio que açoitava a noite. As figuras femininas cobriam-se de tecidos garridos cicunstanciais. O altifalante debebitava uma mistura da suposta história do condenado com reflexões pseudo-filosóficas, directamente dirigidas aos corações despedaçados das beatas. Com uma voz melosa e teatral, o narrador fazia uma exaltação da dor e do sofrimento e demonstrava que deus, o velho gagá, na sua decrepitude, e ignorando o principio da instransmissibilidade da pena, obrigou o filho predileto a pagar pelos pecados dos outros filhos. Tsssss!Como é que este argumento idiota consegue convencer tanta gente pelo mundo fora é para mim o verdadeiro e unico mistério da coisa toda, mas enfim...
Os personagens faziam os gestos e gemiam de dor e as velhotas sentiam na carne as dores daqueles corpos expostos ao cieiro da noite. Nos intervalos e enquanto os personagens se moviam ao longo da via sacra, o padre rezava pai-nossos e contava as estações e as dores do condenado. A mim geleram-se-me as mãos sob o frio, e o sangue quando comecei a fazer contas as estações e ao tempo que a encenação demoraria até terminar. Ainda tentei voltar a casa da minha tia para reestabelecer a circulação nas mãos mas tarde demais... mais ninguém tivera a mesma ideia e eu não tinha a chave. O remédio foi mesmo aguentar até ao fim...

4 Comments:

Blogger jj said...

A narrativa e as fotos estão fantásticas! Não transparecem frio nenhum! :D

Jinhos.

12:49 AM  
Blogger Daniel Aladiah said...

Estes romanos são loucos! Que figuras :)
Um beijo
Daniel

12:19 AM  
Blogger lauraqueandanachuva said...

This comment has been removed by the author.

6:25 PM  
Blogger lauraqueandanachuva said...

É bom saber que (ainda) há interesse por estes rituais... É bom matar de algum modo as saudades dessas localidades, perto de onde já trabalhei há 4 anos...

6:27 PM  

Impressoes

<< Home