Friday, June 09, 2006

Remedios antigos

(Cabanel- Cleópatra testando venenos em prisioneiros)


O uso do vinagre para combater infecções e outras condições agudas data da época de Hipocrates (460-377 ac), o pai da medicina moderna. Este recomendava uma preparação feita à base de vinager para limpeza e tratamento de lesões ulcerativas. Oximel, um remedio antigo popular, composto de mel (quatro partes) e vinagre (uma parte), era prescrito para tosses persistentes por Hipocrates e os seus contemporâneos, e por médicos até à era moderna.
Hanibal de Cartago (cerca ce 200 ac), o grande líder e estratego, usava vinagre para siddolver blocos de pedra que bloquavam o caminho dos seus exércitos. Cleópatra (cerca de 50 ac) dissolveu preciosas pérolas em vinagre e ofereceu a solução a António como poção de amor.
Sung Tse, o criador da medicina forense no séc. X, defendia a lavagem das mãos com enxofre e vinagre para evitar a infecção durante as autopsias. Baseados em publicações de médicos Americanos que datam do séc XVIII, muitas afecções, desde hidropisia a dores de estômago eram tratadas com vinagre e antes da produção e comercialização de agentes hipoglicémicos, chás de vinagre eram consumidos por diabéticos para tratamento da sua condição.

Embora o vinagre seja altamente valorizado como agente culinário, muitas questões envolvem o seu uso medicinal. As investigações científicas até aqui não apoiam o vinagre como agente anti-infecção eficaz, quer topicamente, quer quando ingerido. Evidência ligando o uso do vinagre à redução do risco de hipertensão e cancro não é livre de dúvidas. No entanto, outras investigações recentes documentaram que a ingestão de vinagre reduz a resposts glicémica a um estímulo de hidratos de carbono em adultos saudáveis e em indivíduos com diabetes. Também existe alguma evidência que a ingestão de vinagre aumenta a saciedade a curto prazo. Mais investigação é necessária para determinar o mecanismo pelo qual o vinagre altera a glicémia pos-prandial e para determinar se a ingestão regular de vinagre influencia favoravelmente a controlo da glicémia como indicado pela redução da hemoglobina A1c.

O vinagre pode ser produzido a partir de quase qualquer fonte de hidratos de carbono fermentáveis, incluindo vinho, tâmaras, maçãs, peras, uvas, melões, coco, mel, cerveja, batatas, malte, etc. Inicialmente, ocorre a fermentação natural dos acúcares em alcool. De seguida, a bactéria Acetobacter converte o alcool em ácido acético.
As propriedades químicas e organolepticas dos vinagres são resultado da matéria prima e do método de fermentação. O ácido acético, ácido orgânico volátil que identifica o produto como vinagre, é responsável pelo seu sabor e odor. No entanto, o ácido acético não deve ser considerado sinónimo de vinagre. A FDA (Food an Drug Administration) declara que ácido acético diluído não é vinagre e não deve ser adicionado a produtos alimentares que normalmente contêm vinagre. Outros constituintes do vinagre incluem vitaminas, sais minerais, amino ácidos, compostos polifenólicos (ex.: acido gálico, catequinas, acido cafeico, ácido ferúlico) e acidos orgânicos não voláteis (ex.: tartárico, cítrico, málico, láctico).


14 Comments:

Blogger greentea said...

e eu que gosto tanto de vinagre , nas saladas , em certos molhos, etc.
agora prefiro o vinagre de sidra mas em tempos temperava com o vinagre de vinho normal e toda a gente reclamava do excesso de vinagre..
uma vez , qd era miuda e a minha mãe nos deixava fazer jantarinhos para o jantar, fiz arroz de tomate com azeite e ...vinagre.

Novos sabores...

11:49 AM  
Blogger frog said...

Nada melhor que uma boa salada de Enchaqús acompanhada duns agriãos e um cibico de cebola....regado com um bô azeite da talha e binagre de binho tinto já com flor...

e se for acompanhada com um cibo de espáudua e de barbada... tanto milhor...

2:08 PM  
Blogger chuvamiuda said...

.....então venha daí o vinagre........

Beijinhos

3:09 PM  
Blogger -pirata-vermelho- said...

Boua Tárde Dótoura
pudiame dzêr s'o vinagre é bom p'átenção... é q'uma vezinha disseme qua filha andáva a tumar e que dávasse bem... e eu não cria tumar cem preguntar, não é... pos... é assim... É? Dótoura...

Muintóbrigado e desculp!

3:31 PM  
Blogger Tom, um ser diferente... said...

Olá Rosário!
Vinagre??? Huumm... prefiro o aroma doce e o sabor sutil do Azeite. Aliás, acho que já te falei isso!
Beijos mil!
Um ótimo fim de semana.
Tom

4:12 PM  
Blogger Inha said...

Está aqui um documentário de categoria!
E a pintura é fabulosa.

BeijInhas muitas que minzInha vai de férias e só volta dia 19.:D

4:48 PM  
Blogger Pé de Salsa said...

Muito aprendemos neste teu belo cantinho.

Bjico Rosário

9:10 PM  
Blogger pintoribeiro said...

Bjiku Rosário. Boa noite,

10:30 PM  
Blogger Susana Barbosa said...

grandes sabedorias!

bom fim de semana

3:12 AM  
Anonymous eduardo said...

Como gosto de aprender coisas legais o seu blog é ótimo.

http://dudve.blogspot.com
http://cartasintimas.zip.net

3:46 AM  
Blogger Baby said...

E para matar melgas tens alguma receita hipocratiana?
Bom fim de semana
Mouro do Barlavento

10:15 AM  
Blogger pintoribeiro said...

bom dia Rosário, bjinhos.

12:08 PM  
Blogger rps said...

Eu gosto muito de vinagre para uso culinário.

1:01 PM  
Blogger -pirata-vermelho- said...

QUESTION 1
Isto foi tudo roubado ou está aqui mais bem conservado?
QUESTION 2
A pergunta anterior é pertinente ou resulta de um pensamento 'resistente'?

5:05 PM  

Impressoes

<< Home