Tuesday, February 07, 2006

L ANTRUIDO DE LAS PALABRAS


Las palabras agárran-se a las cousas i al tiempo
Bénen de tan longe cargadas de bida i sentido
Que solo se deixan conhecer por música.
Screbir ye poner un maçcarilha que las sconde
I las deixa a drumir asperando quien las diga

Hai palavras culas alas de l sentido cortadas
E quando las dezimos nun son capazes de bolar
Nien nós las entendemos
Porque andamos culhas ne l bolso
Como cachico de bida que quedou agarrado a um retrato.

Las palabras ténen bilhete d’eidentidade
I certidón de nacimiento:
Hai que antrar an casa deilhas ua por ua
Çcubrir l que tén andrento
I stendé-las a la jinela cumo mantas an manhana de San Juan.

Fracisco Niebro, “Cebadeiros”, Porto: Campo das Letras, 2002)

(As palavras agarram-se às coisas e ao tempo
Vêm de tão longe carregadas de vida e de sentido
Que só se deixam conhecer por música.
Escrever é pôr uma máscara que as esconde
E as deixa a dormir esperando quem as diga.

Há palavras com as asas do sentido cortadas
E quando as dizemos não somos capazes de voar
Nem nós as entendemos
Porque andamos com elas no bolso
Como cachico de vida que ficou agarrado ao retrato.

As palavras têm bilhete de identidade
E certidão de nascimento
Há que entrar em casa delas uma por uma
Descobrir o que têm dentro
E estendê-las à janela como mantas em manhã de S. João. )

20 Comments:

Blogger greentea said...

e mesmo depois de entrarmos em sua casa
depois de descobrirmos o seu sentido
de as pormos à janela a apanhar o sol da manhã
cada um de nós lhe dará a entoação a sonoridade
o cantico
que o instante merece.

4:25 PM  
Blogger sonia r. said...

This comment has been removed by a blog administrator.

5:09 PM  
Blogger spartakus said...

belíssimo. bj e abraciko.

5:11 PM  
Blogger Kamia said...

Rosário, encontrei algo que pressenti que vais adorar!
Eu faço isso há já uns bons anos (embora sejam mais palavras do que imagens)e pelo que tu me disseste uma vez desconfio que tu também (pelo menos com olhos).
bem, se calhar não me estou a fazer entender e o melhor é ires lá ver: http://lc-travellingjournal.tripod.com/

Vou me inscrever já!

6:12 PM  
Blogger Miguel said...

Passei aqui só para deixar um bjka ...

Bjks da Matilde

9:10 PM  
Blogger pirata vermelho said...

aqueilhes que quieren falar l mirandes i que son menos ampalagosos lhougo l daprendemos por las purmeiras beçes. se calhar, l melhor ye nun screbir l pertués ...


bjicos

11:30 PM  
Blogger PMBC said...

Até fico com vontade de ouvir a fala mirandesa, que não conheço.

12:12 AM  
Blogger Susana Barbosa said...

Lindo!
Bjinho

1:06 AM  
Anonymous mendesferreira said...

......:)..........



tudo de muito bom. Aí.


b.e.i.j.o.

9:55 AM  
Blogger O_Chaga said...

olá!
bom dia!!!

10:13 AM  
Blogger Santa said...

Belo!!!!! Que belo post Rosario! A melhor atitude que tomei, nesta manhã, foi vir aqui.Lindo!!!

Me faz lembrar o nosso brasileiro
Carlos Drummond de Andrade em "Certas Palavras".

Certas Palavras não podem ser ditas
Em qualquer lugar e hora qualquer,
Estritamente reservadas
Para companheiros de confiança,
Devem ser sacramente pronunciadas
Em tom muito especial
Lá onde a polícia dos adultos
Não adivinha nem alcança
Entretanto são palavras simples:
Definem
Partes do corpo, movimentos, atos
Do viver que só os grandes se permitem
E a nós é definido por sentença
Dos séculos.
E tudo é proibido . Então, falamos.


Um beijo aqui do Brasil.

12:42 PM  
Blogger chuvamiuda said...

.....que das palavras se faça bom uso, para que não se tornem vãs.....

4:06 PM  
Anonymous el guardiam said...

então a poesia castelhana prolifera nos blogs! bjs

8:17 PM  
Blogger Elipse said...

Por elas e com elas nos encontramos aqui. Abençoadas, que são a nossa luz e a nossa voz.
Beijo para ti, minha querida.

8:29 PM  
Blogger Dinada said...

Sublime!

(leio-te sempre Rosarico, mas no time to comment...bom, agora consegui, entre um grito para irem para a cama e um cansaço extremo)

Beijico!!!

9:39 PM  
Blogger Rosario Andrade said...

Ola a todos!!!!

Greentea, ... e há aqueles instantes também em que as palavras sao mudas e não é preciso que sejam articuladas!...

Spartakus, espero que andes melhor!...

Kamia, beijocas para Cabo Verde, vou espreitar o link!

Miguel, beijicos para a Matildinha, a minha blogsobrinha...

Tiu Pirata Burmeilho, stais cada veç melhor, l vuosso mirandés yé purfeito!

PMBC, vai passando, aqui fala-se muito mirandes, vais começar a entrar na coisa e a gostar...

Susana, Mendes F, beijicos, minhas lindas!

Chaga, é bom saber-te por aqui!

Santinha, obrigada pela pérola de Andrade!

Chuvamuidica, e eu que não conhecia os teus burricos... vou passar mais vezes por lá!

El guardian, seu nacionalista marado!!!!!! castelhano...puffff... a mui nobre lhéngua!!!!!

Elipse, beijico para ti!

Dinada, é isso, dá-lhes disciplina... treina-os para as tuas noras (eheheheheheh!)

Eu também tenho andado com pouco tempo para deixar comentarios em todos os blogs que visito... este mes estou em Oncologia. O que vale é que cada vez gosto mais da área... mas sobra pouco tempo...hélas!

Beijicos para todos!

10:13 PM  
Blogger Silvio Vasconcellos said...

Rosário, fiz questão de ler essas palavras em mirandés para cercar-me do encanto que causou ao autor. Seria ousadia fazer minhas suas palavras?

Um beijo do sul do Brasil!

11:17 PM  
Blogger Pólux said...


Como quem pede uma esmola



Preciso de uma palavra.
Em que dia ou em que noite
estará essa, que almejo,
ideal palavra insabida,
a única, a exclusiva, a só?
Dela me sinto exilado
todas as horas por junto,
com minha face, meu punho,
meu sangue, meu lírio de água.
Soletro-me em tantas letras,
e encontrá-la deve ser
encontrar a criança e o berço,
a unidade, a exatidão,
o prado aberto na rua,
a rua galgando a estrela.
Preciso de uma palavra,
uma só palavra rogo,
como quem pede uma esmola.
(...)
Abgar Renault


Com um abracico.

12:26 AM  
Blogger Rosario Andrade said...

Silvio,
...faca suas as minhas palvras! Ja que as suas me encantam!...

Polux, nao conhecia... é lindo!

9:53 AM  
Blogger mixtu said...

muito bonito, não conhecia, parabens pelas fotos no blog, sei que estou em falta nas visitas,mas como não sei pôr links...
sempre em contacto

7:57 PM  

Impressoes

<< Home