Thursday, December 20, 2007

O Salvador

(Kauffmann)


O seguinte texto foi escrito no séc. I da era comum e fala sobre o nascimento do filho de Deus, o salvador do mundo. Lendo-o sem saber a sua origem, poder-se-á cometer o erro fácil de pensar que fala de Jesus uma vez que o tema, a linguagem e o estilo tão comuns na altura, foram usados para descrever o nascimento de tantos outros filhos de deus, e são hoje associados ao filho de deus da igreja católica, por ser a religião vigente.

"Este dia deu ao mundo um novo aspecto inteiramente novo. O mundo teria sido destruído não tivera originado aquele que agora nasceu como uma bênção. Ele abençoa quem reconhece no seu nascimento o princípio da vida; este é o momento em que os homens cessam de ter pena deles próprios por terem nascido. De nenhum outro dia recebe o indivíduo ou a comunidade benefícios como neste dia natal, cheio de bênçãos para todos.
A Providência que governa sobre todos encheu este homem das qualidades para salvar o mundo designando-o salvador para nós e para as gerações futuras; ele acabará com as guerras, e estabelecerá todas as coisas merecedoras. A sua aparição cumpre as esperanças dos nossos pais; não só ultrapassou ele as boas acções dos tempos passados, mas é impossível que outro maior que ele alguma vez apareça. O nascimento de Deus trouxe ao mundo a felicidade que o acompanha. No dia do seu nascimento, uma nova era começa."

Dittenberger, Orientis Graeci Incriptiones Selectae, 458.


Mas o texto é sobre Augusto, o primeiro imperador de Roma.

4 Comments:

Blogger jj said...

Um natal divino (lit. 'augusto'), eheheh!

Jinhos.

10:29 AM  
Blogger Edelize said...

Rosário, um ótimo final de ano para você. E para 2008, well, bring it on!!! Beijocas!

11:13 PM  
Blogger Xantipa said...

Boas Festas!

10:15 AM  
Blogger Nilson Barcelli said...

O texto é surpreendente. Se não dissesses que era sobre Agusto, teria interpretado mal este texto.
Um bom resto de semana para ti.
Beijinhos.

11:42 AM  

Impressoes

<< Home