Monday, October 17, 2005

Novas vacinas- novas armas na luta contra o cancro

(Meninas, por favor, leiam pelo menos os ùltimos dois parágrafos!!!!!)

Durante este mês (apesar de estar de férias) assisti com entusiasmo às últimas notícias referentes à vacina contra o HPV e os resultados positivos na prevenção contra o cancro do colo do útero.
Duas companhias farmacêuticas, a Merck e a GlaxoSmithKline apresentaram os promissores resultados da fase III dos estudos clínicos (com a participacção de milhares de mulheres) com as respectivas vacinas.

O HPV (Human Papillomavirus) transmite-se por contacto durante actividades sexuais. Algumas estirpes deste vírus comum (por exemplo, nos EUA, calcula-se que cerca de metade da popullação sexualmente activa está infectada) são a causa das verrugas anais e genitais. Algumas estirpes são carcinogénicas, estão relacionadas com o cancro do colo do útero e causam cerca de 300000 mortes anualmente em todo o mundo.
Testes moleculares revelaram que todos estes casos estão relacionados com a infecção persistente com as estirpes carcinogénicas do HPV. A infecção com o HPV não implica necessariamente a ocerrência de cancro. Na verdade, cerca de 90% das pessoas infectados com o vírus eliminam-no em cerca de 6 a 24 meses e as lesões provocadas desaparecem. No entanto, a infecção persistente com as estirpes carcinogénicas podem ter graves efeitos numa pequena proporção dos casos. Homens e mulheres infectados analmente correm o risco de desenvolver cancro anal assim como as mulheres com infecção cervical correm o risco de desenvolver cancro do colo do útero.
O HPV esta também relacionado com o HIV. Apesar de haver poucos estudos sobre o assunto, é unanimemente aceite que a infecção activa – e certas lesões com ela relacionadas- tornam as pessoas mais vulneráveis a adquirir HIV. O HPV poderá também aumentar os níveis de HIV, e tal será outro dos mecanismos pelos quais promove a transmissao do HIV.

O Cervarix® da Glaxo inclui apenas as estirpes 16 e 18 do HPV que sao responsáveis por 70% dos casos malignos. Planeia comercializar a vacina exclusivamente para mulheres, como agente preventivo do cancro. A companhia reinvindica que não seria financeiramente positivo vacinar homens a não conduziu quaisquer estudos em homens ou em cancro anal.
A versao da Merck, o Gardasil®, além das estirpes 16 e 18, inclui ainda as estirpes 6 e 11. Estas últimas duas estirpes estão implicadas em 90% das verrugas genitais. Os estudos da Merck incluem 4000 homens e contemplam o cancro anal.
Em qualquer dos casos os resultados sao muito promissores. Os estudos iniciais de eficácia para ambas as vacinas revelam que esta é cerca de 100% na prevenção de lesões pré-cancerosas do colo do útero numa avaliação a curto prazo – cerca de 36 semanas.

Ambas as companhias esperam obter a licenca de comercialização das respectivas vacinas no próximo ano. Uma vez aprovadas, as vacinas serao administradas a pre-adolescentes que ainda nao tiveram contactos sexuais.

O teste que indica a presença do HPV é super rápido, eficaz (embora possa indicar alguns falsos positivos) e se estiverem relaxadas, posso dizê-lo, praticamente indolor. Por isso, meninas, pela vossa saudinha, falem com o vosso médico, marquem um desses exames. Se estiverem apreensivas, olhem, pensem em coisas positivas, nos olhos das vossas crianças, a última vez que receberam flores, aquele jantarzinho à luz das velas, ou aquela malinha Gucci que tanto gostariam de ter... ou no campeonato nacional se isso vos faz vibrar...podem ainda pensar no exemplar masculino da vossa preferência, sei lá, o Brad ou o Cloney... vão ver que não custa nada!
E lembrem-se, quando diagnosticado a tempo, o cancro do colo do útero tem muito bom prognóstico!

10 Comments:

Blogger Mendes Ferreira said...

Bom dia ´Rosário...Abracinhos profiláticos...e isto é um super Post.viva.viva.viva.

8:38 AM  
Blogger Pinto Ribeiro said...

bom dia Rosário...eu até tenho medo daki bir...tu bieste da grécia e lá kum akele koisa....eheheheheh,...bom dia

9:42 AM  
Blogger Inha said...

:)

10:33 AM  
Blogger Maria Heli said...

Minha querida:
tal como (muito bem) solicitaste lá está a referência no meu tasco!

bem haja, a minha blogomiga!

um bjo

12:45 PM  
Blogger badger said...

Um post MUITO, mas mesmo MUITO BOM! Sério!
Acho que é uma boa informação...
:-)

1:16 PM  
Blogger Susana Barbosa said...

Muito obrigada. Informarmo-nos acerca de assuntos tão importantes como este nunca é demais!

3:17 PM  
Blogger Miguel said...

Rosario,

Isto é que é Serviço Publico de Informação!

Obrigado pelos valiosos conselhos!

Bjks da Matilde

3:29 PM  
Blogger Claudia Sousa Dias said...

Odeio ir ao ginecologista!

Mas lá terá de ser...

Obrigada!

Ah é verdade e o vírus do papiloma não se transmite só atrvés de contactos sexuais. lamento informar mas também se pode apanhar numa piscina ou casa de banho pública...

CSD

3:52 PM  
Blogger Rosario Andrade said...

Claudia,
Pois, e o preservativo tambem nao é 100% eficaz para prevenir a transmissao, infelizmente. Trata-se de um virus muito filho-da-mae!... mas nao queria assutar muito as pessoas...
Nao é necessario ir ao ginecologista para realizar o teste. É tao simples e rapido (nao demora mais de 2 minutos) que o medico de familia pode realiza-lo. Trata-se apenas de recolher algumas celulas da superficie do colo do utero. Ao mesmo tempo o medico observara a presenca/ausencia de quaisquer lesoes.
Abracicos!

4:07 PM  
Blogger BastonadasNacionais said...

meninas !? Não pensem no Brad nem no Clooney! Pensem no Bastonadas... he he he :)

I'm Back from my crazy work in crazy Amsterdam!

Abracicos e beijicos!

4:40 PM  

Impressoes

<< Home