Sunday, September 04, 2005

Terror de te amar

Foto de Jaap Polak


Terror de te amar num sítio tão frágil como o mundo

Mal de te amar neste lugar de imperfeição
Onde tudo nos quebra e emudece
Onde tudo nos mente e nos separa.

Que nenhuma estrela queime o teu perfil
Que nunhum deus se lembre do teu nome
Que nem o vento passe onde tu passas.

Para ti eu criarei um dia puro
Livre como o vento e repetido
Como o florir das ondas ordenadas.

Sophia de Mello Breyner Anderson

6 Comments:

Blogger REI UBU-KOWISKI said...

Muito profundo!

9:58 PM  
Blogger Rosario Andrade said...

:-) !!!!

10:41 PM  
Blogger santos said...

ai as borboletas,ando a ver se consigo apanhar alguma em pleno voo mas.....

11:40 PM  
Blogger Rosario Andrade said...

É, não deve ser nada fácil...

12:04 AM  
Blogger Pinto Ribeiro said...

e bom dia.

8:31 AM  
Blogger Rosario Andrade said...

Biba, buonos dies mos dé Dius tiu pinto ribeiro!
(Mirandés)

9:46 AM  

Impressoes

<< Home